AVALIAÇÃO DA CULTURA DA INOVAÇÃO NO SETOR BANCÁRIO BRASILEIRO

Wagner Junior Ladeira, Carolina Lund

Resumo


Resumo

A cultura da inovação interfere diretamente no desempenho organizacional. Este parece ser um discurso dominante na literatura administrativa. Apesar deste discurso, pouca atenção tem sido dedicada ao desenvolvimento de uma medida para avaliar a cultura da inovação. Devido a este fato, Dobni (2008) desenvolveu uma escala para mensurar a cultura da inovação, propondo um instrumento que avalia multi-itens na cultura da inovação. Com base nesse trabalho, procurou-se examinar a aplicabilidade de um instrumento criado para investigar a cultura da inovação. Assim, o objetivo deste estudo é a avaliação, no contexto brasileiro, da escala Measuring Innovation Culture, desenvolvida por Dobni (2008), que investiga a cultura da inovação no setor bancário. Com a intenção de testar a aplicabilidade da escala de Dobni (2008) foi realizada uma pesquisa descritiva de corte transversal (survey). Uma vez coletados os dados, foi realizada a análise fatorial entre blocos (validade discriminante) que buscou verificar a interdependência entre os indicadores dispostos em um questionário, e a análise fatorial nos blocos (validade convergente) a fim de verificar se as práticas constituintes dos fatores estavam fortemente associadas entre si e se representavam um conceito único, garantindo unidimensionalidade. O processo final de refinamento do instrumento resultou em um questionário formado por sete categorias e sessenta e cinco itens (questões) adequados à realidade brasileira. A obtenção desse instrumento é de grande valia uma vez que a partir de sua posse, podem-se realizar medições sistemáticas com relação à cultura da inovação em uma empresa ou em um setor.

Palavras-chave: Cultura da inovação. Análise fatorial. Setor bancário.


Texto completo:

PDF