A CONSCIÊNCIA AMBIENTAL DAS GERAÇÕES Y e Z

Ana Paula Papa, Gabriel Levrini

Resumo


O estudo teve como objetivo verificar a consciência ecológica de 220 jovens, pertencentes as Gerações Y e Z, moradores da Lomba do Pinheiro, num bairro popular da periferia da Grande Porto Alegre – RS, e ainda verificar se ambas as gerações tinham o mesmo comportamento ambiental. Como objetivo específico, o estudo pretende verificar o efeito, em termos de consciência ambiental sobre estudantes, passados 17 anos da implantação da Lei Ambiental No 9795 de 27 de abril de 1999. A pesquisa foi realizada através da reaplicação e adaptação da escala desenvolvida por Straughan & Roberts (1999) depois testada no Brasil por Lages (2005). O design da pesquisa foi de caráter quantitativo descritivo, utilizando um survey aplicado a amostra de 220 jovens. Os resultados da pesquisa sugerem que, os jovens já apresentam um comportamento ambiental mais consciente em relação a trabalhos feito em anos anteriores. Ainda os resultados sugerem que a Geração Z mais jovem, teve médias mais altas e significativas diferenças em relação a Geração Y. Os resultados contribuem para a academia no sentido de comprovar empiricamente a existência de consciência ambiental dos jovens da geração Y e Z, embora não seja possível fazer uma generalização. Entender o comportamento e a consciência em relação ao meio ambiente destas gerações, significa preparar-se para atender as características e necessidades deste consumidor entrante no mercado e futuros líderes da sociedade atual, que pode provocar significativas mudanças nos produtos, na linguagem, na comunicação e nos processos de vendas e marketing dos produtos em geral.
Palavras-chave Gerações Y e Z. Consumidor verde. Consciência ecológica.


Texto completo:

PDF