CENTROS DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS: UM ESTUDO SOBRE SUA ADOÇÃO POR MUNICÍPIOS DA REGIÃO SUL DO BRASIL

Rodrigo Machado Correa, Marcos antonio Souza

Resumo


Resumo
O objetivo deste artigo é identificar o uso da estratégia de gestão organizacional baseada na concentração e no compartilhamento de serviços (CSC) pela administração pública de municípios da região sul do Brasil. Trata-se de uma pesquisa de levantamento, com abordagens descritiva e qualitativa, cujos dados foram coletados mediante questionários respondidos por gestores dos 102 municípios mais populosos da região sul do Brasil no 1º semestre de 2011. Os principais achados mostram que não foram identificados usos de CSC no âmbito da amostra pesquisada. Contudo, identificou-se forte utilização dos consórcios públicos, como uma forma externa de compartilhamento intermunicipal de atividades. Apesar da não utilização dos CSC no formato original, o compartilhamento de atividades via consórcios concentra-se em 58 (56,9%) municípios da amostra, sendo 32 (55,2%) deles concentrados na área da saúde, com o estado do Rio Grande do Sul apresentando maior ocorrência
desse tipo de compartilhamento.


Palavras-chave: Gestão Pública. Centro de Serviços Compartilhados. Consórcios Públicos de Saúde.


Texto completo:

PDF