INTERNACIONALIZAÇÃO DE MULTINACIONAIS EMERGENTES: UM ESTUDO DE CASOS DA JBS-FRIBOI À LUZ DO MODELO DE UPPSALA

Maitê Alves Bezerra, Miriam Pires Eustachio de Medeiros Vale, Juliana Lemes Massari, Giulia Borlenghi

Resumo


O Modelo de Uppsala foi desenvolvido a fim de explicar o processo de internacionalização das empresas e vem sendo constantemente citado na teoria de negócios internacionais por sua relevância, contudo é fundamentalmente centrado em empresas de países desenvolvidos. As empresas de países emergentes estão crescendo e se tornando multinacionais de forma acelerada e representativa, trazendo à tona o questionamento se o processo de internacionalização destas empresas se encaixa nos modelos propostos por teorias clássicas. O objetivo do artigo é identificar se a JBS-Friboi seguiu o proposto pelo Modelo de Uppsala em seu processo de internacionalização. A metodologia utilizada foi de cunho exploratório, por meio de estudo de casos único. Foi identificado que o modelo de Uppsala se encaixa apenas parcialmente na estratégia de internacionalização da JBS, uma vez que os resultados mostraram que a maioria das decisões da empresa foram tomadas sem planejamento prévio. Espera-se com este estudo contribuir para a literatura de negócios internacionais em mercados emergentes e na tomada de decisões de empresas brasileiras que desejam se internacionalizar.


Palavras-chave: Multinacionais de países emergentes. Estratégia de internacionalização. Modelo de Uppsala.


Texto completo:

PDF