O CONHECIMENTO E A EXPERIÊNCIA EM SOBREPOSIÇÃO À IDADE: A GESTÃO DAS GERAÇÕES DE UMA ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL

Rodrigo Cunha Silva, Joel Dutra, Elza Veloso

Resumo


O objetivo deste estudo consiste em explorar a gestão das gerações de uma organização industrial que é referência em gestão de pessoas no Brasil. Para o cumprimento de tal objetivo, foi realizada uma pesquisa descritivo-explicativa, consolidada por meio de um estudo de caso na Dow S.A. Além de entrevista com a responsável pela função de gestão de pessoas da organização, foram estudadas as descrições de políticas e práticas relativas à gestão de gerações e outros documentos públicos. O estudo de caso foi norteado por um protocolo previamente estabelecido, e os dados foram tratados e interpretados por meio da análise de conteúdo. A análise do caso evidenciou um contexto com tendência de orientar o comportamento humano em coerência com o modelo de gestão organizacional, mitigando os efeitos das diferenças baseadas em idade. Constatou-se o desafio de gerir gerações em um modelo baseado em coortes, no qual o elemento central de distinção entre os profissionais é o conhecimento, o acesso ou o controle sobre um conjunto de competências ou recursos valiosos, ou um conjunto único de experiências que uma geração adquiriu. Como contribuição, este estudo mostra que, em um contexto com indícios de mecanicismo, a gestão de pessoas exerce um papel essencial para a homogeneização de comportamentos.

 

Palavras-chave: Gestão de gerações. Gestão de pessoas. Contexto forte de gestão.


Texto completo:

PDF