EFEITOS EMPRESA, SETOR, CORPORAÇÃO E ANO NO DESEMPENHO ORGANIZACIONAL: LIMITAÇÕES E OPORTUNIDADES

Adalberto Escalona Gonçalves Garcia, Luiz Paulo Bignetti

Resumo


Diversos estudos identificaram a importância relativa das variáveis empresa, setor, corporação e ano na explicação da variância dos resultados organizacionais. Em algumas situações, as conclusões obtidas foram semelhantes, em outras, diferentes e, até mesmo, conflitantes. Este artigo tem como objetivo discutir artigos de destaque sobre o tema, relatar procedimentos e sumarizar as descobertas, além de apontar limitações e oportunidades para trabalhos complementares. Adicionalmente, buscou-se retomar a discussão sobre os elementos que possam estar dificultando a identificação do efeito corporação, tendo em vista as controvérsias acerca da importância dessa variável. Para tanto, procedeu-se a uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados disponíveis, período 1985 a 2012, e identificaram-se onze estudos que abordam a forma como diferentes fatores interferem no desempenho organizacional. Utilizando-se como metodologia a análise de conteúdo, buscou-se traçar similaridades e diferenças. As análises permitiram inferir que características específicas das amostras utilizadas nos estudos influenciaram os resultados, julgando-se prudente considerar suas conclusões como limitadas às respectivas bases amostrais. O efeito corporação, por sua vez, parece não estar sendo corretamente capturado em função da complexidade das decisões tomadas no ambiente corporativo. Considera-se prudente que futuros estudos apresentem maiores detalhes sobre os procedimentos adotados para a composição das amostras e realizem segregações considerando o nível de agrupamento dos setores e o porte das empresas, dentre outros. Ao leitor cabe estar atento às características amostrais e evitar a generalização.

Palavras-chave: Desempenho organizacional. Setor de atuação. Corporação


Texto completo:

PDF